Sentidos inúteis - Quatro Estações

Sentidos inúteis

25 abril 2017comente


Tenho olhos, mas não enxergo
Tenho ouvidos, mas não ouço
Tenho boca, mas não fala
Sentidos inúteis!

De onde eu vim?
Quem sou eu?
O que faço aqui?

Tenho pernas, mas não andam
Tenho asas, mas não voo
Tenho coração, mas não bate

Estou vivo ou estou morto?
Sentidos inúteis!

Tem algo acontecendo
Isso eu sinto
Será o fim chegando?

Um emaranhado de corpos se movem
De um lado para o outro
Em círculos
Sem direção
Sem sentido
Não saem do lugar
Mas pensam que vão para todos os lados
E não chegam a um lugar

Estão como eu
Perdidos no próprio mundo
Cometendo os mesmos erros
Construindo muros ao seu redor
Loucamente, sem parar
Numa eternidade de dor e sofrimento
Ficam presos dentro de sua própria construção
Atolados no próprio caos

Não percebem, sentidos inúteis!
Estão adormecidos
São como eu
Tem olhos, mas não veem
Tem ouvidos, mas não ouvem
Tem boca, mas não fala
Tem pernas, mas não andam
Tem coração, mas não bate
Tem asas, mas não voam

Como fantasmas andando em corpos
Com sentidos inúteis
Não enxergam Maya
Esperam pela libertação
Esperam algo de fora
Sem saber que já está dentro

Sentidos inúteis!