[RESENHA] Obsidiana de Jennifer L. Armentrout - Saga LUX - Quatro Estações | Amor, Autoconhecimento e Estilo de vida

[RESENHA] Obsidiana de Jennifer L. Armentrout - Saga LUX

21 janeiro 2016comente

Saga Lux #1: Ele só pode ser de outro planeta!



Obsidiana é o primeiro livro da Saga Lux publicado pela Editora Valentina e também o primeiro livro que leio sobre alienígenas. Não é o primeiro livro com história que tem uma mistura de sobrenatural (que tanto estou amamndo), mas com relação aos aliens, sim. Confesso que tenho nojo de zumbis e de alienígenas (mas não com este livro). Zumbis são pessoas com cara em decomposição que querem comer cérebro humano, enquanto alíens, são monstros horrendos (quando lembro de MBI homens de preto). Quando vi a capa deste livro, me interessei e ainda mais quando li a sinopse. Na hora percebi que seria diferente. E como é.


Realmente, os alienígenas deste livro estão muito longe de serem monstros. Mas é só isso o que posso dizer, pra não dar spoiler da história.

E logo nas primeiras linhas desta Saga já ganharam meu coração. Li o livro em 2 dias e agora fica o gostinho de quero mais, somente esperando pelos próximos lançamentos dos outros volumes da incrível Saga LUX.

A resenha você pode conferir logo abaixo:

Título traduzido: Obsidiana
Título original: Obsidian
Autora: Jennifer L. Armentrout
Gênero: Ficção Young Adult
Editora: Valentina (cortesia)
Páginas: 317
Classificação: 5/5 (favorito!!!)



Após três anos de luto pela morte repentina do pai, por câncer, a mãe de Katy passou a trabalhar mais e mais no hospital, já que é enfermeira. Katy se acostumou a ficar sozinha, mas isso nunca a incomodou, já que se dedica ao que mais gosta: livros. Katy tem um blog literário "Katy's Krazy Obssession", onde escreve suas resenhas.

Sua mãe, percebendo que esse estilo de vida estava inviável para ambas, decide deixar a ensolarada e badalada Flórida e se mudam pra Ketterman. Uma cidadezinha na West "Deus me livre" Virgínia que não possui shoppings tampouco órgãos públicos e ainda por cima era preciso dirigir até Petesburg, a cidade mais próxima, para buscar a correspondência. Medieval.

Determinada a ser mais presente na vida de Katy e ainda trabalhando como louca, sua mãe aconselha a filha a fazer novos amigos antes das aulas começarem e diz, como quem não quer nada, que na casa ao lado tem dois adolescentes mais ou menos da sua idade.

"Começar de novo é um saco".

Ao se mudar para o interior, Katy já vinha se preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices. Mas Katy promete a mãe que vai fazer um esforço para se enturmar.

"Vamos lá, kittycat, não seja uma expectadora".

Era o que seu pai sempre a dizia para encorajá-la. E pensando nisso somando ao pedido de sua mãe, Katy decide se apresentar com uma desculpa inocente, perguntando onde era o mercado mais próximo. Katy achava que a vida no interior ia ser muito monótona, até dar de cara com seu vizinho lindo e seus intimidantes olhos verdes. Hummm... os prognósticos estavam melhorando. Até que ele abriu a boca.

Daemon é irritante. Arrogante, Dá vontade de matar. Katy e Daemon não se dão bem. Mas se ela quer manter a amizade com Dee, irmã de Daemon totalmente o oposto dele, ela tem de suportar a presença do irmão dela. Mas quando, logo após mais uma discussão, um caminhão quase a transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão, e aí, bom, algo inesperado acontece.

Ele tem uma beleza de outro planeta.
Ela é apenas mais uma garota.
Ele é arrogante e insuportável.
Ela não leva desaforo pra casa.
Quando estão juntos, querem se matar.
Mas, separados, seus inimigos podem destruí-los.
Será possível esse caso dar certo?

Spoiler: O alien gato (meu vizinho) tem poderes!!!

Você ouviu bem. ALIEN! Na verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em Katy a faz brilhar como uma árvore de Natal, e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Daemon, até que a magia alienígena desapareça.

Leitura IMPERDÍVEL!!!






Opinião: Vocês viram a primeira foto do post, o detalhe do título? É sério, nunca vi um título tão bem trabalhado e quando a luz bate, ele da um efeito fluorescente lindo, bem verde. Parece que acende sozinho, um efeito tipo de luz. Magnífico, talvez a capa mais linda que já vi em um livro e olhe que não costumo comprar um livro pela capa, mas esse eu compraria, ainda mais depois de ler uma sinopse tão promissora. E foi gente. Agora, quero mais de Daemon... ai que garoto insuportável e tão lindo ao mesmo tempo.

A protagonista Katy é uma fofa, blogueira ao estilo bem nerd, com direito a camisetas e tudo. E o mais legal é que ela tenta manter o blog atualizado e ao mesmo tempo tantos acontecimentos ao redor... Cenas totalmente interessantes e os embates verbais entre Kate e Daemon são ótimos... sempre aquela tensão no ar, o corpo sempre sentindo o que o cérebro não quer.


Pontos Positivos:


  • Capa maravilhosa (Beatriz Cyrillo/Liz Pelletier)

  • Folhas amareladas, ótimo espaçamento e fonte.

  • Jennifer tem uma ótima escrita, simples e intrigante, deixando uma leitura bem fluida.

  • Muita dose de mistério e ação, trama maravilhosa.

  • Narrado em primeira pessoa, e essa é uma blogueira literária... mais alguém se identifica???

  • Sempre gosto de acompanhar o amadurecimento dos personagens diante das dificuldades. E nesse livro não é diferente. Eles começam o livro de um jeito, mas no final, já tem um toque a mais de crescimento pessoal pra cada um.

  • Chega de vampiros e lobisomens... agora é a vez dos aliens!

Pontos Negativos:



  • Sinceramente? Nenhum, na minha opinião.

Meus parabéns a Editora Valentina por mais uma tacada certeira na publicação de um livro. Além de ser uma ótima história, o livro físico ficou um arraso de perfeito!!!



BlogAmigo-selo (1)