Por que ser vegetariano? - Quatro Estações

Por que ser vegetariano?

25 agosto 2015comente

Um bate-papo sobre minhas reflexões e meus motivos para ter me tornado vegetariana definitivamente




Quando uma pessoa fala que não come legumes, nem frutas e nem vegetal nenhum, tudo bem. É normal uma pessoa ser somente carnívora (mesmo sabendo que não comer vegetais faz mal a saúde). Agora, quando ela fala que não come carne, é tratada como um ser alienígena. Por que isso? Por que somos desde que nascemos, condicionados a pensar que precisamos dela. Por que a sociedade aceita normalmente um carnívoro e acha estranho uma pessoa vegetariana? Por que temos várias ONGS e movimentos para combater os maus tratos aos animais, quando ainda contribuem indiretamente pra isso? Vejo uma divergência gritante em relação a isso.

Muitos nem vão ler este post. Mas leia sim. Porque falo só de mim, como me sentia e como me sinto.

Eu encaro a comida só como um combustível para o nosso corpo se manter ativo. Como para sobreviver e não vivo para comer.

Quando passo pelo açougue, vejo a maior prova da crueldade humana. Nos tempos de hoje, não precisamos mais disto. Obrigada Deus, por ter me iluminado e tirado a venda dos meus olhos.
Parece que tem uma força maior acima de todos nós, nos manipulando e fechando nossos olhos pra verdade.
AMOR AOS ANIMAIS, é mais que meu paladar.

Meus questionamentos pessoais:


Preciso "mesmo" comer carne?

Por que salvamos alguns animais e matamos outros?

Por que veterinário come carne? A profissão dele não é salvar os animais? 

Por que amamos incondicionalmente os gatos e os cachorros e comemos porcos, vacas e galinhas?

Tipo... falamos mal dos chineses e outras culturas que comem cachorros e gatos, quando comemo vacas, ovelhas, porcos etc ... não é uma puta de uma hipocrisia???

Qual a diferença entre um cachorro e um porco?

Qual a diferença do animal pra comer daquele pra receber carinho?

Por que no mundo existe uma variedade tão grande de frutas, verduras e legumes  e ainda sacrificamos os bichos para comer?

Macacos não são herbívoros? Se evoluímos do macaco, então por que comemos carne?

Se Deus deixou os animais pra comer (é o que todo mundo fala), então por que não como meu cachorro/gato? Não é estranho esse pensamento? Estranho e verdadeiro?

Se eu tivesse que criar o bicho e depois matar pra comer, será que eu teria coragem? Então, porque eu ainda continuo comendo? E animais mortos de outras pessoas?

Será mesmo que meu banho gasta tanta água assim? E será que é o meu carro que polui a camada de ozônio?


E Jesus veio para acabar com o sacrifício dos animais. Será que ele quer que continuemos a comer os animais, sendo que ele deixou uma variedade tão grande de vegetais, legumes, frutas e hortaliças para comermos?

Por que, se uma pessoa não tem carne na hora da refeição ela se sente pobre? Quanto mais carne ter, ela sente que mais dinheiro tem? Carne, na sociedade atual, é sinônimo de status?

Por que precisamos provar para nós mesmo que somos os predadores, quando na verdade, não somos? coloca um ser humano e um leão em uma jaula, pra vem quem é o verdadeiro predador.

Como vamos aceitar as diferenças entre as pessoas, quando no fundo, fazemos acepção dos animais?

Por que, assim que Adão comeu do fruto proibido, Deus mandou ele ir cultivar a terra? Que eu me lembre, não mandou ele caçar...

Em um mundo que se luta por igualdade (negros, brancos, homossexuais), por que diferenciais os animais? Por que menosprezamos e inferiorizamos a vida deles?

E a minha lista é muito extensa... e cada vez menos vejo motivos para continuar comendo carne. Na verdade, não tem nenhum motivo para continuar comendo, só motivos para deixar de comer.


Veja a minha mãe... ela tem dois filhos: um carnívoro e um herbívoro... chega a ser engraçado. O fato é que, sempre me senti mal em comer carne, em ir no açougue e ver aquele monte de bichinhos que entraram em um corredor da morte, com o chão ensopado de sangue... ai pára! Não consigo nem mais pensar nisso, que ainda acontece... só pra satisfazer eu e você. Egoísmo?!

Quando digo que não como carne, as pessoas me perguntam por que. Mas é eu que te pergunto: por que você acha que é normal comer carne=cadáver?

Nunca vi sentido em comer carne = defunto = cadáver. Não é estranho a sociedade nos condicionar a comer cadáver? Eca, que nojo! Além de todo o nojo, a maldade para com os animais em todos os sentidos.

Hoje trago este artigo, expressando minha opinião e meu ponto de vista, sem condenar aquele que come carne e por que me tornei vegetariana. Muitas reflexões que estavam na minha mente e como o blog é o lugar em que compartilho tudo, claro, vim compartilhar isto também.

Não sei se muitos vão entender o motivo pelo qual me tornei vegetariana, em uma sociedade que nos é imposta que a carne é importante e o sacrifício de animais inocentes é totalmente aceitável, e por assim dizer, até cultural. É errado maltratar um cachorro, quando as galinhas e vacas também são. É como se colocassem uma venda em nossos olhos para não enxergar a realidade. E a realidade é que, quando deixei de comer carne, me senti como Adão e Eva quando comeram do fruto proibido. Vi coisas. Senti coisas. É como se a carne, tivesse me deixado cega e quando deixei de comer, me libertei.

Não venho aqui com este post impor e forçar ninguém a nada, não condeno quem come.Comi por 30 anos e me arrependo. Peço desculpas a todos os animais que morreram inocentemente e injustamente só pra agradar o meu paladar. Sempre me senti uma assassina indireta, porque se eu comprava, estava contribuindo para o assassinato direto. Mas não comi tantos animais assim, porque eu sempre passava uns dias sem comer carne, porque eu já achava errado. É uma pena eu ter demorado 30 anos para amadurecer completamente.

Foi imposto pra mim, assim como pra você também, que precisamos da carne, mas hoje, vejo que tenho livre arbítrio para ser quem eu quiser ser e que não precisamos dela não. O fato é que, quando alguém gosta de comer alguma coisa, a primeira atitude é a negação: "mais a gente não precisa das proteínas da carne"? é o que todo mundo diz, a respeito da carne dos animais, quando se questiona o por que comemos. Esse é um sintoma de NEGAÇÃO A VERDADE, pode acreditar. Mas que verdade? A verdade de que não precisamos dela, mas comemos só porque gostamos e para agradar o nosso paladar. E ainda para provar quem é o verdadeiro predador. Que é uma baita mentira, porque o homem só é predador se tiver uma arma em mãos. Coitado dos bichinhos, morrem só para agradar com seu sabor e depois virar bosta... não é uma injustiça e uma coisa totalmente sem sentido? E eu detesto injustiça.

Muitos sabem que sou evangélica, mas não é pela igreja que me tornei vegetariana. Nem pela saúde, tendo em conta que meu exame de sangue está super saudável e sou magra. Mas por respeito profundo aos animais. Este é o meu motivo principal e crucial. Se há mais benefícios pelo vegetarianismo, claro, eles virão. Eu me imagino se, de repente, eu me deparasse com um leão, onça ou urso. Eu saberia no ato, que eu seria seu alimento. E ele viria até mim para arrancar meus pedaços, comigo ainda viva, para se alimentar de mim. Eu teria medo, muita dor e saberia que seria meu fim ali mesmo. Será que não é assim com os animais quando eles entram no corredor da morte? A impotência diante da vida.

Por que me tornei vegetariana?


Por todos esses questionamentos descritos acima, que perambulavam pela minha mente e também pelo simples fato que, não consigo mais ver diferença entre os animais. E quando olho pra carne, crua ou assada, no prato ou em qualquer outro lugar, só vejo um animal morto e sinto nojo. Não quero mais comer cadáver, se é que você me entende.

Como não vejo diferença entre seres humanos brancos e negros, não vejo diferença entre os animais. A única diferença que vejo nos humanos é o caráter, se ele é bom ou mal, mentiroso ou bondoso. E pra mim, gato, cachorro, porco, galinha, é tudo igual. Não vejo diferença entre animais para comer e animais pra (carinhar). Todos seres vivos que sentem fome e dor, assim como nós.

Não posso continuar sendo hipócrita comigo mesma. Tenho dó dos animais, sempre tive, mas continuei comendo e contribuindo com a morte deles. Quando olho pra um presunto, vejo um animal. Quando olho pra uma salsicha, vejo um animal. Quando olho pra um salaminho (mesmo gostoso, eu adorava), mas agora vejo um animal. E na verdade, é o que eles são. Não preciso ir a um matadouro (que palavra horrorosa hein?!) pra saber como é a crueldade. E eu quero continuar contribuindo pra isso? Claro que não. Nunca quis.

Sempre amei os animais e queria ter dinheiro para salvar todos, como construir um canil ou um gatil. Mas que hipocrisia a minha não é? Sendo que eu queria salvar uns e continuar comendo outros? Já que não tenho dinheiro para tal, o único jeito de dar a minha contribuição ao salvamento, é deixando de contribuir para a morte de inocentes. A maldade está atrelada em nós, isso é fato, mas está em nossas mãos escolher se devemos nos deixar levar ou sufocá-la.

Amo a vida e nela todos os seres vivos que habitam. Me sinto mais evoluída, mais pura e menos egoísta. Deixar de comer carne era o que faltava na minha vida pra ela ser maravilhosa e esplêndida, por que o sangue inocente não está mais nas minhas mãos. Minha consciência está tranquila. Mas ainda, tenho muito que melhorar. Sei que deixar de comer carne, branca ou vermelha, é o primeiro passo. Não é porque parei de comer carne que sou vegetariana. Ainda tenho muito o que aprender, pois tem vários produtos (tipo a camurça) e maquiagens que são de origem animal ou fazem testes em animais e também não quero contribuir com isso. Por isso, tenho vários degraus pela frente ainda.

Como está a minha visão do mundo, depois que me tornei vegetariana...


Olha, não quero ofender ninguém, mas preciso dizer como a venda caiu dos meus olhos depois que me tornei vegetariana... Olho para a sociedade, para todos os que comem carne, e os vejo como os antigos primatas, em todo o seu selvagerismo. Não é ridículo isso? Sei lá, parece que a sociedade, mesmo tendo descoberto tantas coisas e tecnologia, mas ainda assim parece não ter evoluído nesse sentido. Não é estranho?! Será que todos os que deixam de comer carne também olham para o mundo assim?

E acho sim, que se tornar vegetariano, é uma evolução normal do ser humano, em toda a sua essência para a vida. É o maior patamar que ele pode conquistar para a evolução espiritual. Deus não condena quem come carne, porque ela é a maldição que recaiu sobre nós por causa do Adão e da Eva, mas ele também não concorda muito. Ele atende as reclamações, mesmo a contra gosto.



Posso ainda estar parafraseando, mas depois que deixei de comer carne, é como se o sol sorrisse pra mim todas as manhãs, como se o vento, quando bate na minha pele, me abraçasse e a lua sempre me dá um beijo de boa noite antes de dormir. É como se meu lar estivesse puro e o meu corpo também. O mundo não é lindo gente?!



PS: não conheço ninguém pessoalmente que seja vegetariano, não tenho amigos vegetariano e não frequento uma igreja que tenha como cultura o vegetarianismo e não me foi imposto isso. Foi por livre e espontânea vontade e por meu profundo respeito aos animais.

Agora, não me pergunte porque sou vegetariana... Mas pergunte a si mesmo... por que você não é?!


INDICO






VAMOS INTERAGIR? PARTICIPE DEIXANDO SEU COMENTÁRIO. 

Deixe sua opinião, compartilhe sua experiência, faça perguntas ou sugestões.

A sua participação é muito importante!!!