Desligar a humanidade - parte 1 - Quatro Estações

Desligar a humanidade - parte 1

14 julho 2015comente

Sofrimento, dor, culpa, raiva, impotência, intolerância, falsidade e muito mais. Ninguém aguenta mais!



Pra quem é fã ou já assistiu The Vampire Diaries/Diários do Vampiro sabe o que é "desligar a humanidade".

coracao de geloIntrodução


Desligar a humanidade nada mais é do que desligar suas emoções, todas elas: raiva, alegria, tristeza, amor, inveja, medo, angústia... mas quem disse que só os vampiros conseguem? Dá pra desligar suas emoções.

Em The Vampire Diaries / TVD, quando os vampiros não suportam alguma dor emocional forte, eles desligam a humanidade para não sentir mais. Se tornam frios, ficam egoístas, não se importam com as pessoas e nem com eles mesmos. Não se importam com nada. Só com o próprio umbigo.

Então, como desligar a humanidade pode ser uma coisa boa??? Será que é bom fingir que você não tem problema nenhum e que você mesmo foi o causador do seu problema? Se você está querendo desligar a humanidade porque a ficção faz parecer boa, em primeiro lugar, você não é um vampiro. Ah, você sabe disso, não sabe?! Em segundo, se você chegou em um estado de sofrimento, dor, culpa, raiva, impotência, intolerância, falsidade (etc) e não aguenta mais, meu bem, você já desligou...

A ficção, faz parecer boa, mas na verdade a maioria dos seres humanos já desligaram a humanidade e não se deram conta.


Como posso ter desligado minha humanidade?


"Toda verdade passa por três estágios:
1- No primeiro, ela é ridicularizada (por você e sua mente).
2- No segundo, é rejeitada com violência (por você e sua mente-ego).
3- No terceiro, é aceita como evidente por si própria (pelo seu novo eu e pelo seu coração)".

Você está sofrendo, em depressão, angústia, raiva, medo, incertezas, baixo autoestima, baixo astral, um imenso vazio no peito, desesperança, ódio, doenças e vários outros sentimentos que te levam sempre para baixo. Se você está sentindo tudo isso neste momento, é porque desligou sua humanidade.

Porque tem certos sentimentos  e algumas situações que nos leva ao pó, dilacera nossa alma e não conseguimos lidar com aquilo. O luto, por exemplo. Quem consegue lidar com a morte? Ou quem consegue lidar com o fim de um relacionamento? Com a perda de um filho? Com a perda de um bem material? São poucos, mas é possível.

Como desliguei minha humanidade e não percebi?


Não é culpa sua. Mas você já desligou e não percebeu, por isso também está sofrendo, e muito.

Passei por isso amigo(a). Acredite no que digo. Assista o vídeo e saberá como você foi condicionado desde pequeno, por influências externas: a escola, os pais, a religião, a mídia e todo um mundo só de interesses materiais e capitalista que faz você voltar a ser escravo, "sem perceber".

A lei da abolição aconteceu e libertou os escravos. Hoje, as pessoas acham que são livres, mas não são. Você é empurrado para achar que é livre, mas no fim, escolhe alguma coisa que te acorrenta. E com isso vem infelicidade, problemas, até doença. E pra isso, não haverá lei de abolição, a não ser que você realmente acorde e queira se libertar. Ninguém pode fazer isso por você, além de você mesmo. Essa decisão é totalmente pessoal e intransmutável. Este vídeo abaixo está com muitos likes, mas também com quase 500 deslikes. É a negação.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Ybp5s9ElmcY]Percebeu como você desligou a humanidade e não tinha percebido? Ah, não, querem me xingar, porque não concordam comigo? Tudo bem, não me sinto ofendida. Só se sente ofendido, aquele que tem a ofensa dentro de si. O semeador, lança a semente, mas não pode fazer germinar.

Por que vem o sofrimento?


Simples: ou está mais no material (servindo ao dinheiro e sempre se preocupando com ele) ou está mais no espiritual ( renegando tudo o que é bom na vida e dá prazer - só pra constar, comer é um prazer também). Temos que alcançar o equilíbrio, que é a porta do meio, ou seja, nem demais uma coisa e nem demais outra. Por exemplo, como disse a Pytty: vote, já que é obrigado a isso. Mas não obrigado a escolher alguém.

Ou, talvez, você enxergou a verdade e agora está desesperado? Não se afobe. Tente mudar, aos poucos. Entre em um estado de reflexão. As respostas estão dentro de você, assim como as perguntas sempre estiveram. O importante é agregar conhecimento, não ser mais ignorante. Einstein já dizia: uma mente que se abre a uma nova ideia, jamais volta ao seu tamanho original. É como uma lagarta que começa sua metamorfose (transformação) dentro do casulo. Não dá para voltar pra atrás. Só esperar o processo terminar e depois sair para voar livremente.

O ontem já foi mesmo. O passado não pode ser reescrito. E não sinta culpa de ter sido ignorante, como eu fui e como muitos são. Você não tem o seu ontem, o amanhã, muito menos. Você tem somente o seu hoje. Todo dia é uma página em branco e nela você pode escrever melhor que ontem.

Com vários outros posts, vou tentar fazer você religar sua humanidade (se achar, se encontrar, saber o seu lugar no mundo) e te ajudar a sair desse sofrimento, se você quiser.

Se inscreva no feed pra receber os próximos e-mails. É gratuito.