Paixão sem limites - Três metros acima do céu - Quatro Estações

Paixão sem limites - Três metros acima do céu

22 setembro 2014comente

Um filme intenso e apaixonante



Assisti este filme por indicação de um amigo meu e realmente o filme é demais! Confesso que quando vi que era espanhol pensei que não seria bom... oh preconceito né?! Nada a ver, mas assisti dublado pra não perder as cenas enquanto fico lendo legenda.

O filme foi baseado em um livro Tres metros sobre el cielo que traduzido ficou Paixão sem limites... como assim? O título original ficaria Três metro acima do céu e pronto. Gostei muito não.

Título original: Tres metros sobre el cielo
Traduzido: Paixão sem Limites
Gênero: Romance
Ano de Lançamento: 2010
Duração: 1 h 58 minutos
Direção: Fernando G. Molina

O filme é uma adaptação de um romance de Frederico Moccia, mas não li o livro ainda, dizem que é muito bom. O filme em si é intenso, de muita adrenalina, paixão e loucuras de adolescentes. Tem os baderneiros, os mais ou menos e os certinhos, com problemas familiares e muitos conflitos internos. Hora de tomar decisões e escolher o que é o certo e o que é errado.


Babi (María Valverde) estuda em um colégio só de garotas ao que me parece, é de classe alta, toda educada, certinha, refinada, boa filha, estudiosa e cheia de princípios. Hatche ou H (Mario Casas) não é pobre, mas após uma fatalidade familiar, ele pirou de vez. Se tornou rebelde, impulsivo, violento e participa de várias coisas ilegais, como rachas de moto. O cara é um bad boy sexy e envolvente que adora viver perigosamente. O destino faz H cruzar o caminho de Babi que tem uma péssima primeira impressão dele e o ignora completamente, e isso faz com que H a persiga até fazer ela ficar louca por ele e retirar a denúncia que fez contra ele. Os dois vivem intensamente um romance entre tapas e beijos, estão constantemente brigando, pois pertencem a mundos diferentes. 

O romance dos dois é proibido, porque a mãe de Babi é totalmente contra. O namoro deles é pura sedução e tem uma paixão inebriante e perigosa, principalmente para a Babi, que se envolve em muitas coisas ilícitas por causa de Hatche.



Babi odeia o fato de se sentir atraída por um garoto totalmente inconsequente e ele ama que ela o tente odiar. Ela, apesar de toda certinha, briga e xinga muito H, mas de uma certa forma ela é divertida que consegue envolver Hatche. A relação dos dois toma forma e evolui, é sensacional sentir e ver isso entre os dois. Formam em casal incrível, cheio de altos e baixos, mas lindo e envolvente.




O final do filme é totalmente inesperado, acredito que muita gente não gostou. A primeira vez que assisti, também não acreditei que o final era assim, mas assistindo pela segunda vez é possível refletir mais sobre a mensagem que o filme quer passar para os espectadores: Você já esteve ao ponto de tocar o céu?








Pra quem gostou do filme, tem outro longa metragem como continuação deste que se chama Tengo Ganas de Tí, traduzindo, Sou louco por você.




Eu simplesmente adorei Paixão sem limites, é fantástico e apaixonante, faz o sangue correr nas veias. Viver a vida intensamente, aproveitar cada minuto sem medir ou pensar nas consequências, sem se arrepender, sem julgar.

A única coisa que não gostei, sinceramente, foi a voz da dubladora da Babi. 

Pra sentir um pouquinho sobre o filme, tem que ver o trailer.


Você pode assistir o filme aqui.

Sobre o segundo filme, vou assistir e depois venho aqui resenhar pra vocês o que achei sobre a continuação.

Você que já assistiu, gostou do filme?

Beijos e até o próximo post!