O amor e o vazio - Quatro Estações | Amor, Autoconhecimento e Estilo de vida

O amor e o vazio

13 junho 2014comente

Quando a gente sente um vazio no peito e ao mesmo tempo, tanto amor

Foto: Reprodução

Mesmo depois de tanto tempo juntos, você ainda faz me sentir assim as vezes. Um pouco horrível, talvez. Esse amor que transborda em meu coração e inunda meus pensamentos e ao mesmo tempo, esse vazio. Um vazio e um abismo. Você me faz chorar, lágrimas de alegria e de tristeza. O teu silêncio me deixa na solidão. Eu tento não chorar.

Encosto a cabeça no teu peito, ouço o seu coração, sinto sua respiração e o calor da tua pele, mas é como se você não estivesse aqui, mas sei que está. Por onde você anda? Já não é mais como era antes. Talvez seja só falta de romantismo, não sei.

Só sei que o amor amadurece conforme também amadurecemos. As paixões avassaladoras se transformam em amor calmos, em admiração, em tolerância. Entendo que você mudou, eu também mudei.

Aquela paixão arrebatadora, aqueles beijos e declarações que você me fazia, não poderia existir pessoa melhor do que você. Por tanto tempo te esperei, e você preencheu este vazio do meu coração, talvez por medo de me apaixonar é que tenha ficado assim por tanto tempo, solitário. E então, quando eu menos esperava, o destino cruzou nossas vidas. Muita sorte a minha ter te encontrado e você me amar como eu amo você. 

É impossível outra pessoa em teu lugar. E assim eu vou te amando, e cada vez mais vou te amar. Você é quem veio pra ficar. Não posso te perder, só quero entender esse teu jeito de me amar. Mas não vou te prender, caso você queira partir. Porque o amor não nos aprisiona, ele nos liberta.