Escada-piano: você conhece? - Quatro Estações | Amor, Autoconhecimento e Estilo de vida

Escada-piano: você conhece?

09 janeiro 2013comente



E quem não se lembra da cena de piano do filme "Quero ser grande" do grande astro holywoodiano Tom Hanks? Então, é mais ou menos isso...

Inspirados pelo filme e com uma idéia inovadora para incentivar as pessoas a usarem mais a escada convencional do que a escada rolante,  a invenção de uma escada-piano é um projeto da Volkswagem e chamado de "teoria da diversão" e tem como objetivo mostrarem que a felicidade é o caminho mais fácil para mudarem. Segundo informações da empresa, 66% dos usuários optaram pela escada musical.


Escada normal ou rolante? Aposto que se você se deparasse com uma dessas iria logo querer experimentar e se divertir um pouco, além de se exercitar um pouco mais. E seu filho nem iria reclamar ou pedir colo na hora de subir as escadarias.

Escada-piano na estação em Estolcomo, Suécia:

Foto: Reprodução


E esta idéia já foi implantada aqui no Brasil nesta terça-feira (08/01), na estação de trem de Osasco, na grande São Paulo, por onde passam diariamente 120 mil pessoas.


Foto: Reprodução

Vista de cima:



Veja a opinião dos usuários, segundo o site G1-Globo:



"Estou ouvindo, mas não sei da onde vem. Não descobri nada ainda", diz uma mulher. 

"Não faço a mínima idéia de onde está o piano", fala outra. 

"Debaixo da escada? É o degrau? Ah, que interessante!", grita a mulher. 

"Eu tive infância, só não tive um piano para tocar com os pés", diz um homem. 

"Eu estava procurando de onde vinha o som e no fim eu estava fazendo som sem saber", conta outro. 

"Você chega do trabalho estressado, começa aí e acaba brincando", fala um jovem. 

"Subindo aqui já fica em forma, começa a emagrecer quem está gordo", brinca um menino. 



Assista ao vídeo e divirta-se!




























Criatividade elaborada para acabar com as filas para subir a escada rolante, enquanto a convencional ficava vazia. Uma maneira de mudar o comportamento usando a diversão. E agora, qual você prefere?